Câmara irá repassar duodécimo para operação tapa buracos em Bernardino de Campos.

04/12/2018 - 02:29:46
Por: REPÓRTER NA RUA

"Quem está administrando Bernardino? Ou ele bota a equipe dele para trabalhar, ou pega o chapeuzinho e vai embora", destacou os vereadores em relação ao prefeito Odilon Rodrigues.

 

O município de Bernardino de Campos está passando por momentos conturbados na política. O atual prefeito, Odilon Rodrigues, está sendo investigado por uma CPI, após o vice-prefeito ir a público e fazer várias denúncias de irregularidades na gestão.

Além disso, Bernardino de Campos aparentemente está abandonada pela administração municipal. Durante fala no plenário da Câmara, o vereador Joacyr Requena Junior afirmou: "Quem está administrando Bernardino de Campos é o legislativo, e não o Executivo".

Ele citou isso porque há uma grande batalha entre os vereadores e o prefeito, no quesito de indicações e projetos barrados por falta de verba. "As benfeitorias em prol da população só estão sendo feitas, pois o legislativo está repassando o duodécimo para o executivo", pontuou  o edil.

Já o presidente da casa de leis, o vereador Luiz Roberto Benedetti, destacou:"Somente este ano repassamos R$90.000,00 (Noventa mil) para o reforço de caixa, já que o município estava sem fundos para pagar os funcionários; mais R$30.000,00 (trinta mil) para a conclusão do prédio do judiciário e para a implantação do programa de monitoramento das entradas e saídas do município; ainda reservamos R$ 200.000,00 (Duzentos mil) para a compra do terreno aonde vai ser construído às 180 casas e por fim, no aperto, reservamos também R$50.000,00 (cinquenta mil) para ser realizado o tapa buracos na cidade.

Bertinho Benedetti falou também sobre a importância do tapa buraco no município: "Nós se reunimos com o responsável e eu achei um projeto bacana. Eles dão garantia de 4 anos num tapa buraco que vai custar em média R$ 50.000,00 para o município.  O asfalto da cidade está todo deteriorado e como não poderíamos perder está oportunidade, eu assumi a responsabilidade com o senhor prefeito e vamos fazer o repasse do duodécimo, que será usado também pra está finalidade.

Já respondendo as sugestões dos demais vereadores, o presidente da câmara desabafou: "Um dos vereadores disse que precisamos fazer uma reunião com o prefeito,  mas me diz quantas reuniões já fizemos e não tem se resolvido nada. O que adianta? O que foi feito em dois anos? Foi feito a reforma do antigo prédio da câmara, que foi dinheiro daqui que devolvemos o ano passado; e foi feito o prédio do judiciário que está fechado até hoje, não sei porque, mas também já era dinheiro da administração passada", destacou o vereador.

O nobre edil foi um pouco mais a fundo e chegou a dizer que era melhor o prefeito colocar sua equipe para trabalhar, ou teria que pegar seu chapéu e ir embora.  "Olha, infelizmente está difícil. Eu creio que nosso prefeito Odilon está deixando a desejar e muito. Dois anos se passaram e nada foi feito, e mais dois anos passam rapidinho. É como o vereador Joacyr questionou, quem está administrando a cidade? a câmara? O que o nosso prefeito fez pelo município? Se os senhores se lembrar de alguma obra, projeto, me digam, pois eu sinceramente não sei", concluiu.

Durante sua fala final no plenário da casa de leis, o vereador ainda questionou alguns valores e ponderou: "Estamos aprovando aqui para o ano que vem, cerca de R$ 30 milhões e esse ano não foi muito diferente não. E ainda teve R$366.000,00 (Trezentos e sessenta e seis mil) de impostos e outras coisas, e não foi comprado nenhum carro e nenhuma maquina, e onde está esse dinheiro?"

Ele ainda afirmou: "Já que tem uma CPI aberta, está CPI deve ir mais além e investigar tudo. Tem que cobrar sim, com documentos e muito mais. Ou ele bota a equipe dele para trabalhar, ou ele pega o chapeuzinho dele e vai embora. Agora nós vamos cobrar do senhor prefeito de uma forma diferente. Dois anos já foram e mais dois anos não podem ficar sem fazer nada", destacou o presidente Bertinho Benedetti.

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2018 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados