Trote? Falta de comunicação na Prefeitura gera alarme de falso incêndio

12/01/2019 - 00:30:06
Por: REPÓRTER NA RUA

Trote? A falta de comunicação entre órgãos da Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Rio Pardo resultou numa espécie de trote no Corpo de Bombeiros do município, no começo da noite desta sexta-feira (11). Conforme acompanhou o REPÓRTER NA RUA, o telefone de emergência 193 do Corpo de Bombeiros de Santa Cruz do Rio Pardo recebeu várias solicitações de populares que informavam uma cortina de fumaça saíndo do prédio da "Merenda Escolar", repartição pertencente a Secretária de Educação. "Está saindo bastante fumaça e não há ninguém no local. Provavelmente o fogo já tomou conta do prédio", disse um dos solicitantes durante a ligação de emergência. Com isso a equipe composta pelo Sargento PM Crispim, Soldado PM Guidio e Soldado PM Claudemir foram direcionado em caráter de urgência para o local do suposto incêndio. "É bom lembrar que quando nós (Bombeiros) estamos com a sirene ligada, é caso de urgência e os motoristas devem dar prioridades para as viaturas. Viemos o mais rápido possível", destacou um dos integrantes da corporação. Ao chegarem pelo local, de longe os bombeiros avistaram a cortina de fumaça saíndo das janelas do prédio e com isso estouraram um cadeado que fica em um dos portões da repartição pública, afim de acessar o local rapidamente. "Depois que arrebentamos o cadeado, fomos informados por uma senhora que chegou correndo, dizendo que não era nada demais", concluiu. A mulher que é caseira do local contou aos bombeiros que o prédio estava sendo detetizado e que havia recebido ordens para informar caso alguém questionasse sobre a fumaça. 

 


Se for dedetizar, informe o Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros orienta que procedimentos como o que causou o falso alarme de incêndio devem ser comunicados previamente à corporação. "Quando for fazer a dedetização dos seus prédios, notificar através do 193 o horário do procedimento e o local", destacou o comandante. 

Ele ainda concluiu dizendo: "A falta de comunicação tem prejudicado demais o Corpo de Bombeiros, porque há toda mobilização de caminhão tanque, do auto-bomba, de equipes de apoio e da Unidade de Resgate. Mais uma vez advertimos, quando um morador for dedetizar sua residência, prédio ou qualquer edificação, seja particular ou pública, ele deve avisar a corporação sobre a data e a hora em que será realizado o serviço, para que não seja deslocada uma equipe até o local para fazer a verificação da ‘fumaça’ e, em alguns casos, ocasionar prejuízos ao patrimônio por ser necessário entrar na edificação forçadamente, se nela não houver ninguém. Além disso, poderíamos estar atendendo outra ocorrência verdadeira".

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2018 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados