Moradores reclamam do descaso da prefeitura com avenida no Jardim São João

14/03/2019 - 01:04:41
Por: DEBATE NEWS

Rosa Nantes, que corta o bairro Jardim São João, não tem postes de energia e escoamento de água é deficitário

 

De Sérgio Fleury - Jornal Debate

 

Os moradores da avenida Rosa Pereira Nantes, em Santa Cruz do Rio Pardo, enfrentam há anos as consequências do mal planejamento e do descaso do Poder Público. A via que corta os bairros Jardim São João e Nagib Queiroz não possui sequer um poste com iluminação. Além da escuridão, a avenida sofre constantemente com alagamentos devido à falta de galerias e sistemas para escoamento das águas.
Fábio Gomes, motorista de caminhão, mora no bairro há 20 anos e diz que a prefeitura não atende as reivindicações dos moradores. “Ninguém olha para a periferia. A avenida Rosa Nantes ficou muito bonita, mas o problema é que não tem iluminação nenhuma, além das bocas de bueiro serem colocadas em desnível”, explicou. A consequência, segundo ele, são as inundações após chuvas fortes.
Fábio também conta que o lixo se acumula nos terrenos do outro lado da avenida. “Pessoas de outros bairros usam o local como depósito de lixo, jogando até sofás ou geladeiras”, reclamou.
O motorista ressaltou que a avenida, durante o dia, é um ponto de caminhada das famílias, que estão começando a evitar o local por conta do excesso de lixo. “Os animais peçonhentos costumam sair do meio do mato, assustando as pessoas. Eu já encontrei uma cobra dentro de casa”, contou.
O problema também envolve segurança, pois durante a noite a avenida fica totalmente no escuro. E é justamente neste horário que muitos alunos voltam das escolas para casa. “É um descaso. Abandonada, esta avenida virou até pista de corrida de automóveis e motos”, disse.

Iniciativa

O aposentado Ademar Carrilho, 76, costuma caminhar com seus cachorros pela avenida, mas reclama da escuridão noturna e das inundações. “Ninguém consegue imaginar o que passamos. A cada chuva forte, tudo vira uma lagoa”, reclamou.
Ademar, por sinal, costuma limpar as bocas dos bueiros, retirando folhas e entulhos. “Faço a minha parte”, afirmou.
A dona de casa Maria Emília Gomes Periera, que mora na rua Pedro Bugarib, ao lado da avenida, também reclama do matagal e da construção de bueiros acima do nível da rua. Segundo ela, durante inundações, o mal cheiro incomoda os moradores.

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2018 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados