ETEC organiza treinamento com apoio dos Bombeiros, SAMU e CART.

11/05/2019 - 04:17:39
Por: REP√ďRTER NA RUA

Alunos da ETEC se maquiaram para viver a triste realidade do dia-a-dia; acidentes envolvendo vitimas fatais s√£o constantes na regi√£o de Santa Cruz do Rio Pardo. Evento foi fundamental para a integra√ß√£o entre os socorristas do Corpo de Bombeiros, SAMU e Concession√°ria. 

 

Uma trag√©dia foi simulada por alunos da escola ETEC na noite da sexta-feira (10) e agitou o setor policial em Santa Cruz do Rio Pardo. O trabalho visa a integra√ß√£o das equipes e o preparo de novos formandos que est√£o encerrando o curso de enfermagem e socorristas. 

Em parceria com o SAMU, Corpo de Bombeiros, Concession√°ria CART, UPA, Santa Casa e demais √≥rg√£os p√ļblicos, os professores e alunos da Escola ETEC 'Orlando Quagliato', idealizaram um treinamento pr√°tico de como agir em casos de extrema gravidade, com m√ļltiplas v√≠timas e situa√ß√Ķes complexas em atendimentos de emerg√™ncia. 

O local escolhido para a ocorr√™ncia de treinamento foi uma rua em frente a Escola Sinharinha Camarinha. Com apoio do Grupo Carvalho e da Prefeitura Municipal de Esp√≠rito Santo do Turvo, o cen√°rio do acidente foi montado com um √īnibus escolar, um ve√≠culo de passeio capotado e uma motocicleta; al√©m de um cadeirante que teria sido atropelado.  As v√≠timas foram espalhadas entre os ve√≠culos e com uma maquiagem apropriada, transmitiam a realidade dos ferimentos. 

Com o acionamento das equipes de emerg√™ncia, rapidamente os socorristas do SAMU, Corpo de Bombeiros, ambul√Ęncias municipais e at√© da Concession√°ria CART, chegaram no local para prestar atendimento aos feridos. Cerca de tr√™s v√≠timas tiveram o √≥bito constatado ainda no local e foram retirados pela empresa Funer√°ria Grupo Unividas. 

A simula√ß√£o movimentou a √°rea central de Santa Cruz do Rio Pardo, j√° que por v√°rias ocasi√Ķes as viaturas em deslocamento com sirenes e sinais luminosos cortavam as principais ruas do munic√≠pio, levando as supostas v√≠timas para a Santa Casa de Miseric√≥rdia e para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). "O trabalho √© importante para podermos melhorar nosso tempo resposta. √Č um treinamento que conta para que em situa√ß√£o real, nossas equipes estejam preparadas para qualquer eventualidade", destacou uma das organizadoras. 

O simulado também serviu para treinamento das equipes de pronto atendimento dos hospitais de Santa Cruz do Rio Pardo. Os procedimentos médicos aplicados na UPA e na Santa Casa foram acompanhados de perto por fiscais e médicos responsáveis. "Agora vamos fazer uma reunião e apresentar algumas falhas e qualidades que foram notadas neste simulado. Isto serve para que em hipótese alguma aconteça um erro numa situação real", concluiu uma das chefes do pronto socorro.

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2018 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados