Assassino confessou o homicídio e indicou onde estava o corpo da criança.

14/01/2020 - 03:18:05
Por: LUCAS PEREIRA

Aguinaldo Guilherme Assunção, 49, que era vizinho da família, confessou na noite de ontem ter assassinado a pequena Emanuelle, de Chavantes, que estava desaparecida desde sexta-feira, 10. O corpo dela foi encontrada num matagal, a dez quilômetros da cidade, num local indicado pelo próprio assassino. Segundo ele contou, a menina morreu após levar quatro facadas. 

 

Sérgio Fleury e Lucas Pereira

Jornal Debate e Repórter na Rua

 

A morte da pequena Emanuelle Pestana de Castro, 8, comoveu toda a região. Pelas redes sociais, há revolta e consternação pelo assassinato da garota que estava desaparecida desde sexta-feira, 10, quando estava brincando numa praça de Chavantes. Imagens de câmeras de monitoramento flagraram os últimos movimentos da criança, que, infelizmente, foi assassinada por um vizinho que conhecia a família.

A Polícia Civil, Polícia Militar, bombeiros e até moradores de Chavantes intensificaram as buscas nesta segunda-feira, 13, em matas e até em rios. Entretanto, no início da noite um vizinho da família acabou confessando o crime. Aguinaldo Guilherme Assunção, 49, contou, durante depoimento à polícia, que assassinou a menina. Ele concordou em mostrar onde teria deixado o corpo de Emanuelle.

O local fica a aproximadamente a 6 quilômetros da área urbana de Chavantes e é de difícil acesso, cujas condições pioraram devido às fortes chuvas que caíram na região na tarde desta segunda-feira. As primeiras viaturas que tentaram alcançar o local, praticamente ficaram encalhadas.

A perícia da Polícia Civil, policiais militares e bombeiros conseguiram acessar o local somente através de um trator, cedido pela prefeitura. O assassino confesso foi junto com policiais para mostrar o local exato do corpo.

A cena no matagal chocou a todos: Emanuelle estava parcialmente enterrada numa mata, com as duas pernas expostas e sem roupa visível, no momento da localização.

Segundo as primeiras informações, o corpo já tem sinais de decomposição, o que significa que a criança foi morta por Aguinaldo ainda na sexta-feira, o dia em que desapareceu.

Imediatamente ao desfecho do caso, o perfil de Aguinaldo Guilherme Assunção foi invadido por pessoas pedindo vingança. O assassino, por sinal, é casado e gosta de compartilhar mensagens religiosas e falar de Deus. Além disso, tenta passar uma imagem “família”, publicando fotos da filha e de sobrinhos.

As primeiras informações são de que Aguinaldo confessou ter matado Emanuelle por causa de uma briga da garota com um enteado. Além disso, haveria desentendimentos entre as famílias. Aguinaldo disse que levou a menina no cano de uma bicicleta dizendo que iria mostrar um pomar de frutas para colher mangas. Entretanto, já no matagal, ele desferiu quatro facadas na menina, que possivelmente teve morte instantânea.

O impressionante é que Aguinaldo retornou à zona urbana de Chavantes e se juntou à família de Emanuelle dizendo que iria ajudar nas buscas.

Aguinaldo está preso e deve ser levado para longe de Chavantes, pois há risco de linchamento devido à revolta da população.

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2018 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados