Projeto que libera empréstimo para melhorias no abastecimento de água é aprovado em Ipaussu.

23/05/2020 - 00:54:03
Por: REPÓRTER NA RUA

A Câmara de Ipaussu aprovou em sessão extraordinária no inicio da tarde desta sexta-feira (22), o Projeto de Lei 445/2020 e a emenda substitutiva 01/2020, autorizando a Prefeitura do município a contratar junto à Caixa Econômica Federal o financiamento de R$1.680.000,00 (Um milhão, seiscentos e oitenta mil reais) para a execução de um projeto de melhorias no abastecimento e tratamento de água potável em Ipaussu.

O projeto que na integra solicitava a autorização para um empréstimo de R$3.500.000,00 (Três milhões e quinhentos mil reais) já estava tramitando na Casa de Leis desde 2019, mas segundo informações dos vereadores, o valor solicitado não era necessário e não havia informações suficientes para a votação da proposta, que visa solucionar a falta de água em vários bairros da cidade e assim facilitar a vida da população Ipaussuense.

A tramitação da PL445/2020 causou bastante atrito entre os políticos de Ipaussu; a discórdia entre alguns Vereadores e o Prefeito Municipal, Sergio Guidio, chegou a se estender para as redes sociais, onde os representantes da população Ipaussuense trocaram farpas e chegaram a chamar uns aos outros de “mentirosos”. Em uma live transmitida ao vivo pelo Facebook, o Prefeito Serginho chegou a dizer que os vereadores de oposição (Paulino, Ratinho, Pelezinho e Florindo) estavam barrando o projeto por estarem “acomunados” com o ex-prefeito Luizão.

Os ataques e respostas ‘ásperas’ continuaram durante a sessão legislativa. O vereador Gelson dos Santos Costa em pronunciamento durante a discussão do projeto disse: “Várias vezes nesta casa eu citei ao prefeito municipal que a gente aprovaria o valor da água. Porém ele sempre bateu o pé alegando que não daria para fazer com R$1.000.000,00 (Um milhão de reais). Em todo momento ele ficou nas redes sociais jogando a população contra os vereadores desta casa, dizendo que a gente não queria aprovar o projeto. Hoje fico surpreso ao chegar para a sessão e saber que ele (Serginho) pediu para ser retirado o projeto da votação”.

O vereador Gelson (Ratinho) se mostrou indignado ao saber que pouco antes de começar a sessão extraordinária, o Prefeito de Ipaussu havia pedido a retirada do projeto da pauta e em uma live na internet havia novamente atacado os vereadores e dito que não dava mais tempo para aprovar o projeto, pois a Caixa Econômica Federal não tinha mais disponibilidade para a linha de crédito. “Quando a gente fala que ele é um mentiroso, ele fica bravo. É um mentiroso mesmo”, repetiu. “Nós sentamos com o jurídico desta casa e chegamos a um denominador comum. Agora que resolvemos aprovar o projeto, porém com um valor reduzido, ele vem dizer que não tem mais crédito na Caixa”.

Ratinho, que foi o vereador que usou a maior parte do tempo para discutir a PL e alfinetar o prefeito, destacou que cansou de ir verificar a situação da água e cobrar. Ele continuou dizendo: “Na live ele (Serginho) me chamou para ir lá ver a água; eu cansei Prefeito. Junto com o Pelezinho eu sempre fui acompanhar, fui na Santa Hermínia, fui nos poços da Vila Nova, quem não vai é o senhor, Prefeito. Você foi aí hoje porque foi conduzido para fazer o vídeo. O senhor que nunca foi lá”, atacou.

A vereador Rosinha Brescansim, que até o final de 2019 fazia parte da base de apoio do Governo do Prefeito Serginho Guidio, e agora é cotada como pré-candidata a Vice-prefeita na chapa de oposição, também aproveitou a oportunidade para questionar a tentativa de retirada da PL445 e disse: “Senhor presidente, também acho um absurdo a retirada deste projeto, porque é de interesse de todos nós. Falo como dona de casa, porque eu lavo e cozinho; assim como estou sofrendo, todas as mulheres estão sofrendo”, declarou.

 

Rosinha ainda afirmou que não estaria havendo uma flexibilidade para resolver o problema. “Quando o projeto veio junto num pacote pedindo R$6.000.000,00 (Seis milhões de reais), nós pedimos para o Executivo separar os valores e mandar novamente. Eles ficaram enrolando e isso já faz um ano e só agora eles retornam com o projeto, porém desta vez pedindo R$3.500.000,00 (Três milhões e quinhentos mil reais). Este projeto assustou todos nós e ficamos inseguros em votar; R$1.680.000,00 (Um milhão, seiscentos e oitenta mil reais) é bastante dinheiro e eles vem dizer que não dá para resolver? Acho que está faltando boa vontade em resolver o problema da população...”, disse a vereadora.

Outros vereadores também usaram a palavra e questionaram o pedido de retirada do projeto; eles inclusive rejeitaram o requerimento assinado pelo Chefe de Gabinete e aprovaram por unanimidade a PL445/2020, com a inclusão da emenda 01/2020, que fixou o valor de 52% a menos que o da proposta inicial.

Por fim o Presidente do Legislativo Ipaussuense, Vereador Vinicius Pedraci, também se pronunciou e de forma diferente dos demais, tentou mostrar que neste momento a união de pensamento seria a melhor saída para a população. “De nada vale o prefeito gravar vídeo; de nada vale ele ir na rádio; de nada vale nós aqui ficarmos debatendo e atacando, se não chegarmos a um denominador comum. Porque é isto que a nossa população precisa; eles querem uma solução que resolva o problema”, esclareceu e orientou o presidente.

Ele ainda elogiou a atitude dos vereadores da Casa de Leis e garantiu que a Câmara está aberta para ajudar o Prefeito na condução dos trabalhos. “Tenho certeza que conversando, dialogando e construindo, independente do ano eleitoral, nós poderemos de maneira rápida e clara, ajudar a população do problema da água. Está casa está aberta, não só os vereadores da comissão, mas acredito eu que os nove vereadores estão à disposição para atender os moradores da melhor maneira possível”, concluiu.

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO:

O Portal Repórter na Rua acompanhou a sessão extraordinária da Câmara de Ipaussu, afim de levar com transparência as informações pertinentes aos interesses da população. Vale destacar nesta reportagem que sem justificativa plausível, os vereadores Ivete Guidio e Paulo Sérgio (Paulinho do Raio X), que fazem parte da base de apoio do Prefeito Serginho Guidio, não compareceram na sessão, mostrando falta de interesse em discutir e votar SIM ou NÃO para um projeto tão importante para a cidade. Aparentemente, para não entrar em confronto próximo de um período eleitoral, os parlamentares resolveram ‘fugir da raia’. A falha e desatualização do regimento interno do legislativo não obriga a presença e não desconta valores do salário.

 

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2018 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados