SANTA CRUZ FAZ CAMPANHA DE PREVENÇÃO DO CÂNCER DE MAMA E COLO DE ÚTERO

Tania Guerra-Pref. Santa Cruz 01/10/2010 - 14:06:12 Noticias

A Prefeitura de Santa Cruz do Rio Pardo, por meio da Secretaria da Saúde, realiza mais uma campanha de prevenção do câncer de mama e colo de útero. Mulher, não deixe de fazer seus exames. Veja os locais e horário e agende-se!
-PSF da vila Santa Aureliana – 18 a 22 de Outubro, 17h30 às 20h30.
-USF da vila Mathias -18 a 22 de Outubro, 17h30 às 20h30.
-UBS da Estação -18 a 22 de Outubro, 17h30 às 20h30.
-PSF da vila Fabiano -18 a 22 de Outubro, 17h30 às 20h30.
-Centro de Saúde II (Postão)- 20 a 22 de Outubro, 17h30 às 20h30.
-Laboratório de Oncologia – 18 a 22 de Outubro, 8h às 11h e das13h às 14h30.
-PSF de Caporanga – 20 e 22 de Outubro, 17h às 20h.
-PSF de Sodrélia – 21 de Outubro, 17h às 20h.
Qual a situação atual da doença?
Câncer do colo do útero - Com aproximadamente 500 mil casos novos por ano no mundo, o câncer do colo do útero é o segundo tipo de câncer mais comum entre as mulheres, sendo responsável pela morte de 230 mil mulheres por ano. No Brasil, para 2010, são esperados 18.430, com um risco estimado de 18 casos a cada 100 mil mulheres.Sabe-se hoje que o surgimento do câncer do colo do útero está associado à infecção por um dos 15 tipos oncogênicos do HPV. Outros fatores de risco são o tabagismo, a baixa ingestão de vitaminas, a multiplicidade de parceiros sexuais, a iniciação sexual precoce e o uso de contraceptivos orais. Estima-se uma redução de até 80% na mortalidade por este câncer a partir do rastreamento de mulheres na faixa etária de 25 a 65 anos com o teste de Papanicolaou.
Câncer de mama - O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos nesse grupo. No Brasil, são esperados 49.400 novos casos em 2010, com risco estimado de 49 casos a cada 100 mil mulheres. Embora seja considerado um câncer de bom prognóstico, trata-se da maior causa de morte entre as mulheres brasileiras, principalmente na faixa entre 40 e 69 anos, com mais de 11 mil mortes/ano (2007). Isso porque na maioria dos casos a doença é diagnosticada em estádios avançados.Para reverter esse quadro, faça todos os exames. É de graça.
ASSESSORIA DE IMPRENSA PREFEITURA DE SANTA CRUZ

Mais Acessadas da Semana

Parceiros