Polícia Civil prende padrasto acusado de abusar de criança dos sete aos 12 anos

Fabiane Minucci 02/12/2021 - 01:00:56 Noticias

A Polícia Civil prendeu nesta semana um homem acusado de estuprar a enteada dos sete aos 12 anos de idade em Santo Antônio da Platina. O homem, que já cumpria medida cautelar e tinha sido proibido de freqüentar a casa da vítima, se entregou após a informação da expedição do mandado de prisão. Ele nega as acusações. 

Todo o caso chegou à polícia após a menina escrever um bilhete na porta do banheiro feminino da escola onde estuda que dizia “eu sou abusada e estuprada. Socorro. Ajude-me. Me mate de uma vez. Anônima. Não vai ser a primeira, nem a última vez.”

Continua depois da Publicidade

A direção da escola identificou a aluna que pedia por socorro que relatou que sofria abusos desde os sete anos de idade pelo padrasto. Contou também que os crimes eram cometidos sempre que a mãe saía para trabalhar e os dois ficavam sozinhos. 

A denúncia foi encaminhada para a Patrulha Escolar e para a Delegacia de Polícia Civil. A menina passou por exame pericial, que constatou a existência de sinais de violência sexual. Durante o andamento do processo, foi determinado pelo poder judiciário uma medida cautelar de afastamento do lar e proibição de contato com a vítima, que não foi obedecida.

Mediante ao descumprimento e a conclusão do inquérito policial, foiu expedido o mandado de prisão preventiva do homem, de 36 anos. O advogado do suspeito tomou conhecimento do mandado de prisão expedido e o apresentou espontaneamente para o cumprimento do mandado, negando a acusação.

A investigação foi concluída pela Polícia Civil e encaminhada ao Ministério Público. O suspeito foi indiciado pela autoridade policial pela prática do crime de estupro de vulnerável (artigo 217-A do Código Penal, cuja pena é de reclusão de oito a 15 anos. O processo corre em segredo de justiça.

Publicidade

Mais Acessadas da Semana

Parceiros