Ourinhos perde 14 profissionais com a saída de cubanos do programa Mais Médicos

22/11/2018 - 16:53:34
Por: assessoria

O anúncio do Governo de Cuba para a retirada dos médicos cubanos de todo o Brasil também prejudicou Ourinhos. A cidade vai ficar sem os 14 profissionais que atendiam pacientes nas Unidades Básicas de Saúde. A quantidade de consultas deverá cair drasticamente até que a situação seja regularizada. Para minimizar o problema, o Governo Federal determinou a publicação de edital que fará a reposição dos profissionais até o dia 7 de dezembro.

            A Secretária de Saúde, Cássia Palhas, diz que os médicos cubanos que atuavam nos postos de saúde do município já interromperam suas atividades. Eles trabalhavam em 14 das 17 unidades de saúde do município e atuavam como clínicos gerais em jornada de 8 horas.

            O atendimento feito pelos 14 médicos cubanos, somados ao concursados e contratados pela Ummes (União dos Municípios da Média Sorocabana) totalizavam 546 consultas por dia. Com a saída dos profissionais, o número cai para 126.

“Nós fizemos um mapa de atendimento e detectamos que teremos um efeito impactante no número de atendimentos realizados por dia. O Programa Mais Médicos é gerido pelo Governo Federal, nos deixando dependente dessa nova contratação. Esperamos que essa situação seja regularizada o mais rápido possível para que nossa população não seja ainda mais prejudicada.”

            A publicação formalizando as medidas de emergência para solucionar o fim da Parceria entre Brasil e Cuba saiu no Diário Oficial da União de terça-feira (20). O documento divulga duas fases para contratação de novos profissionais. Na quarta-feira (21) ocorre a primeira fase com abertura de um sistema de cadastro exclusivo para médicos brasileiros e estrangeiros que possuam inscrição no CRM (Conselho Regional de Medicina) no Brasil.

            Esses terão prioridade e poderão escolher o município onde querem trabalhar. Os médicos habilitados terão até dia 30 de novembro para fornecer os documentos para validação da Secretaria Municipal de Saúde e até dia 07 de dezembro para se apresentar no local, para início imediato de trabalho, substituindo assim o médico cubano. No caso de não comparecimento, a vaga será automaticamente disponibilizada para outro médico cadastrado na mesma área geográfica.

            A segunda fase será aberta no dia 27 para sistema de credenciamento de médicos que possuam inscrição no CRM brasileiro ou não e para médicos que não possuam o CRM ainda, que sejam formados no exterior ou estrangeiros, com o compromisso de após ser habilitado de prosseguir com o revalida. Nesta etapa, poderão participar médicos cubanos sem CRM, que credenciados, habilitados e aprovados no Revalida, poderão exercer função com salário integral.

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2014 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados