Delivery e Drive-Thru são alternativas para vendas do comércio

14/04/2020 - 13:50:38
Por: ACE Ourinhos

ACE aguarda atendimento de reivindicações feitas em prol dos comerciantes

 

O Governo de São Paulo ampliou a quarentena no Estado até o dia 22 de abril. A medida, que entrou em vigor nesta quarta-feira (8), segue sem flexibilizações, obrigando o comércio a permanecer fechado por mais 15 dias, com exceção apenas para os serviços essenciais das áreas de Saúde, Segurança e de alguns segmentos ligados a essas áreas indiretamente, como o da construção civil, além das indústrias que estão liberadas para funcionar.

Para manter a venda do comércio durante neste período de isolamento social, a ACE Ourinhos, além de defender o isolamento vertical, recomenda que mesmo lojas de comércio que não sejam do segmento de alimentação, saúde e segurança, se utilizem dos sistemas Delivery e Drive Thru para conseguirem alavancar vendas, ambos autorizados pelo último decreto do prefeito de Ourinhos Lucas Pocay.

"Com os atendimentos Delivery e Drive Thru, ainda que não contemple a todos os tipos de comércio, é possível continuar fornecendo à população serviços e produtos não essenciais, mas que são importantes no dia a dia, sempre com segurança, praticidade e seguindo todas as recomendações do Ministério da Saúde e OMS” disse o presidente da ACE Ourinhos, Robson Martuchi.

O sistema Delivery, bastante difundido no segmento fast food, possibilita que mesmo o comércio de produtos duráveis receba pedidos via site e redes sociais e os entregue na casa dos clientes. Já com o sistema Drive Thru, o lojista pode atender pedidos e compras via redes sociais, site e telefone, realizando somente a entrega de produtos e recebimento de pagamento na frente de suas lojas físicas sem que o cliente desça do veículo.

Para que o comércio esteja apto a funcionar no sistema Drive Thru, é preciso obedecer a algumas circunstâncias, segundo a ACE. Por exemplo, a loja deve estar localizada defronte a rua, ter vaga de estacionamento disponível e o cliente não deve entrar no estabelecimento. Além disso, o lojista deve manter os cuidados preventivos à Convid-19, como o uso de máscaras e disponibilização de álcool em gel para colaboradores e clientes.

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2014 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados