ACE fez entrega formal das tendas da Zona Azul para a AMO-SIM hoje.

15/09/2020 - 19:32:24
Por: ACE Ourinhos

No momento mais difícil que a Guarda Mirim passou nesses 50 anos de existência, a ACE nos estendeu a mão', disse Max Arce, presidente da Guarda

Em solenidade realizada na sede da AMO-SIM (Associação Mirim de Ourinhos-Serviço de Integração de Meninas) foi realizada na manhã desta segunda-feira, 14, solenidade de entrega das duas tendas infláveis doadas pela ACE (Associação Comercial e Empresarial) que serão utilizadas no centro da cidade como apoio ao serviço de Zona Azul.

Representando a AMO-SIM estiveram presentes o seu presidente, Max Jardim Arce, e o vice-presidente, Fioravante Neto. Da parte da ACE, compareceram os Diretores responsáveis da ACE. O professor da FATEC, Miguel José das Neves, responsável pelo desenvolvimento do projeto de um aplicativo para a Zona Azul, também foi convidado a participar da mesa. O evento foi apresentado pelo educador Social da AMO-SIM, Ede Carlos Pinheiro.

Nos discursos foi destacada a crise pela qual a entidade, que cuida do encaminhamento profissional de adolescentes para o primeiro emprego, sofreu desde o início da quarentena da Covid-19. Sem as receitas vinculadas à contratação dos adolescentes pelas empresas locais e também à arrecadação da Zona Azul, a AMO-SIM viveu meses de angústia, quando o risco de fechamento da entidade ficou iminente. “No momento mais difícil que a Guarda Mirim passou nesses 50 anos de existência, a ACE nos estendeu a mão e hoje já estamos com nossas atividades regularizadas e nossos compromissos financeiros equacionados”, afirmou em sua fala o presidente da AMO-SIM, Max Jardim Arce.

O presidente da ACE, pontuou em seu discurso a vocação da ACE de participar e se envolver sempre que possível das causas nobres de Ourinhos. “Nós empresários queremos cada vez mais uma sociedade justa, com oportunidades para todos, e a Guarda tem nosso reconhecimento pelo trabalho que realiza há 49 anos com excelência junto a uma parcela importante da nossa população que são os jovens oriundos de camadas menos privilegiadas”, ponderou Martuchi.

Uma das medidas adotadas pela AMO-SIM, enquanto os menores não podiam estar nas ruas trabalhando na Zona Azul, foi a utilização de maiores de idade nesse serviço, o que, segundo a entidade, representou um ganho de performance e receita significativo. “Nosso foco é colocar o menor no mercado de trabalho, trabalhando nas empresas da cidade, mas a Zona Azul sempre será um ponto de partida para a primeira experiência profissional de todos”, explicou Max Arce.

 

Veja Também

 

Parceiros

.

2010 - 2014 - Repórter Na Rua. Todos os direitos reservados